Entrevistas posted by

Designlicious entrevista: Adhemas Batista, o brasileiro que vem conquistando o mundo

Designlicious entrevista: Adhemas Batista, o brasileiro que vem conquistando o mundo

Conheça mais sobre esse brasileiro que vem conquistando o mundo com seus incríveis trabalhos.

Adhemas Batista é ilustrador e designer, natural de São Paulo, hoje vive na Califórnia e nos representa muitíssimo bem em terras de Obama. Tem uma lista incontável de premiações, entre eles um Leão de ouro no festival de Cannes 2009.

Com mais de 15 anos de experiência de mercado, já trabalhou com grandes clientes como Coca-Cola e Absolut.

Foto de Adhemas Batista

Adhemas Batista

Confira agora esse bate-papo incrível que tivemos com ele.

 

DSL: Gostaria que você se apresentasse para o pessoal.

Sou Adhemas Batista, nasci na zona leste de São Paulo em 1980, pai de 4 filhos e trabalho com artes gráficas desde os 15 anos de idade. Me mudei para os Estados Unidos em 2006 e desde então trabalho e vivo em Los Angeles, na Califórnia.

DSL: Como começou no mundo da arte?

Meu interesse por ilustração surgiu desde pequeno vendo desenhos animados na tv, lendo quadrinhos, comprando chicletes com figurinhas desenhadas, eu desenhava na sala de aula, fazia cartazes para a professora, ilustrava os cadernos dos outros alunos, foi assim desde o “présinho” eu acho. Mas meu interesse por design surgiu pela influência do meu irmão Adilson. Ele foi sempre minha base forte e grande apoiador. Com 14 anos eu fiz o meu primeiro logo exatamente para um projeto de empresa que ele tinha com amigos. Depois ele me deu meu primeiro emprego na frente de um computador quando eu tinha 15 anos de idade em 1996, na época eu era “office-boy” em uma distribuidora de quadrinhos importados e ele resolveu cobrir meu salário dizendo que eu tinha futuro com as artes gráficas.

Maron Kitchen & Bar

DSL: Como você descreveria seu trabalho?

Em 2005 eu tinha muita dificuldade para descrever meu trabalho, pois eu trabalhava como Diretor de Arte em agência de publicidade, mas gostava muito de design e ilustração e ficava difícil usar tantos títulos no meu currículo, porém uma coisa sempre foi muito clara para mim, a minha habilidade de usar cores, em tudo que eu tocava eu levava para o lado mais colorido e vibrante, daí surgiu o “I’m Selling Colors”, pois foi uma maneira minha de descrever meu trabalho e eu me tornei o vendedor de cores. Meu trabalho é bastante colorido, vibrante e vendedor com muitos traços orgânicos e rococós, gosto de formas abstratas e muita explosão gráfica.

 

DSL: Você tem um catálogo repleto de grandes clientes como a Coca-Cola, Absolut e Burger King. Como é abordagem dessas marcas, você tem algum agente?

Eu já fui sócio de uma agência interativa aos 20 anos de idade e aprendi como funciona negociar desde cedo, aprendi o valor do trabalho. Já tive agentes representativos em algumas partes do mundo, mas até aqui não tive boas experiências e escolhi por negociar diretamente. Apesar de independente, eu sou muito dedicado e organizado para trabalhar, acredito que isso reflete nos clientes que em grande parte são agências de publicidade que muitas vezes retornam com mais trabalho e por isso eu consigo manter grandes marcas no portfolio.

Absolut Burguer King Coca-Cola

 

DSL: E como foi trabalhar para eles?

Cada marca e cada trabalho tem suas particularidades diferentes. Mas no geral o modo de produção é parecido, uns com mais tempo e outros com menos, uns com verba e outros sem, cliente grande muitas vezes também trabalha sem verba. Acredito que os problemas e os benefícios são parecidos com o clientes menores, mas em maior proporção apenas. O importante é ter bastante paciência com tudo que envolve o processo, pessoas, aprovações, prazos e etc.

 

DSL: Hoje você mora nos Estados Unidos, o que te fez sair do seu país de origem?

Eu saí em um momento que houve uma grande demanda de oportunidades para profissionais da área interativa trabalhar nos EUA e Europa. Recebi alguns convites de São Francisco, Nova Iorque e optei por Los Angeles, na época profissionais da área digital não tinham muito espaço no Brasil. Optei por mudar de país em busca de oportunidades melhores, evoluir na carreira e aprender inglês, algo que não sabia até me mudar para cá.

PSN The Studio

DSL: Você tem diversos prêmios, entre eles, um Leão de ouro em 2009. O que mudou na sua carreira após essa conquista?

Prêmios são sempre importantes e me ajudaram muito na carreira profissional trazendo credibilidade e confiança, também foram muito importantes inclusive para obter o visto de trabalho aqui nos EUA.

 

DSL: Que dicas você daria para a galera que está entrando agora no mercado?

Minha dica talvez seja cliché, mas eu acredito que trabalhar duro, com muita vontade e mente aberta para aprender, sem arrogância e com paixão são os melhores caminhos. Não podemos ter medo de errar e sim de não arriscar.

Réveilllon Embratel

DSL: Para fechar, a pergunta que não pode faltar, qual é seu prato preferido?

Para falar de comida eu ficaria horas escrevendo, mas a comida caseira que minha esposa faz não pode faltar, o feijão preto com arroz, frango e ovo são meus favoritos.

Veja outros trabalhos de Adhemas aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Comments