Entrevistas posted by

Peanut Art: Designlicious entrevista Steve Casino

Peanut Art: Designlicious entrevista Steve Casino

Steve Casino, Painter of Nuts, tornou-se famoso por criar pequenas esculturas utilizando amendoins

O que você gosta de fazer em seu tempo livre? Steve Casino, um ilustrador da Pensilvânia, nos Estados Unidos, gostava de desenhar em amendoins, com uma caneta marcadora, para brincar com as pessoas. Até que a coisa se tornou séria e a brincadeira virou arte. Com isso, Casino criou a Peanut Art, que é nada mais nada menos do que a arte nascida através de muita criatividade, destreza e alguns amendoins.
O Painter of Nuts, como também é conhecido, conversou conosco e contou como toda essa ideia surgiu.
A entrevista você confere a seguir:

Designlicious: Olá Steve! É um prazer poder escrever sobre você e seu trabalho. Você poderia se apresentar para aqueles que não te conhecem?

– Olá! Me chamo Steve Casino e eu sou de Mercer, uma pequena cidade da Pensilvânia, nos EUA. Eu estudei Design Industrial no Rochester Institute Of Technology e Ilustração na Escola de Artes Visuais, em Nova York.

Como surgiu a ideia de fazer arte com amendoins?

– Eu costumava desenhar neles, com uma caneta marcadora, para brincar com as pessoas. Um dia, eu tive uma visão: Os Ramones em formato de amendoim para uma animação stop-motion. Eu fiz o Joey Ramone, bem simples, e foi tão divertido que eu não parei de fazê-los desde então.

Os Ramones - Peanut Art, de Steve Casino

Os Ramones – Peanut Art, de Steve Casino

Ficaram bem legais! No entanto, de onde vem sua inspiração?

– Eu sou muito ligado a cultura pop e a música. Portanto tenho uma fonte inesgotável de assuntos. Todos os dias eu penso em mais pessoas que quero pintar.

No seu site, você diz que o seu trabalho leva em torno de 20 horas para ficar pronto. Como é o processo?

– Eu gasto muito tempo escolhendo o amendoim com o melhor formato para a proposta. Eu aprendi na tentativa e erro. Se tiver o formato perfeito, então metade do meu trabalho está pronto. No entanto, às vezes eu escolho errado  e tenho que pintar e pintar para fazer com que a face se ajuste na casca e fique bom.  Quando eu tenho que acrescentar coisas como cabelo e instrumentos musicais, isto me toma muito tempo. Se for alguém que eu realmente goste, tudo vai mais rápido.

Cultura Pop - Peanut Art, de Steve Casino

Cultura Pop – Peanut Art, de Steve Casino

Steve, e sua matéria-prima? E você mesmo quem compra ou tem algum fornecedor em especial?

– Eu compro amendoins crus, que às vezes são difíceis de encontrar aqui. A casca dos tostados são mais frágeis. Em cada 100 amendoins, 10 eu consigo usar. O resto eu tosto no forno.

E o que você faz com os amendoins que você remove da casca?

– Como eles são crus, eu geralmente jogo fora. As cascas são seladas com uma cola de alta qualidade e utilizo uma goma para que a arte não se degrade.

A Peanut Art lhe trouxe alguma oportunidade profissional?

– Sim, embora essa nunca fosse planejado ou minha intenção. Eu tive mostras de arte em Cingapura, Hong Kong e aqui nos EUA. Tenho também algumas solicitações nas quais trabalho 18 horas por dia para conseguir atendê-las. Existe uma grande lista de espera.

Matéria sobre a mostra Peanut Art em Cingapura

Matéria sobre a mostra Peanut Art em Cingapura

Por curiosidade, qual o preço médio?

– Solicitações são em média $275 por face. Peças em conjunto custam mais.

Alguma dica para artistas que estejam começando a carreira e veem você como uma referência?

– Apenas seja você mesmo e o mais criativo (e profissional) com suas produções possível. Todos os dias eu vejo algo novo na internet que me espanta. Coisas horríveis e hilárias como “Celebridades sem sobrancelhas”. É muito simples e mesmo assim ninguém o fez antes. Quanto a parte do “seja você mesmo”, nunca faça arte com um público em mente, além de você mesmo. Eu tentei 100 coisas inventadas e 100 delas falharam. Todavia, tudo que eu fiz de coração, puramente para mim, eu encontrei um público maior. As pessoas conseguem farejas farsas, especialmente nas mídias sociais.

Por último mas não menos importante, qual sua comida favorita?

– Frango empanado recheado.

Obrigado Steve! Até a próxima e muito sucesso!

Hi Steve! It’s a pleasure to write about you and your job. Can you introduce yourself for those who doesn´t know you?

My name is Steve Casino and I’m from a Mercer, a small town in Pennsylvania in the US. I studied Industrial Design at Rochester Institute Of Technology and Illustration at School Of Visual Arts in NYC.

How did the idea of painting on nuts started?

I used to draw on them with a marker to play jokes on people. One day I had this vision of the punk group The Ramones as peanuts, maybe for stop-motion animation. I made a very basic Joey Ramone and it was so fun I haven’t stopped making them since.

That’s nice. However, where does your inspiration come from?

I’m very into pop culture and music so I have a never-ending supply of subject matter. Every day I think of more people who I want to paint.

In your site, you say that your work takes around 20 hours. How is the process?

I take a lot of time in choosing the correct-shaped peanut to suit the subject. I’ve learned how to do this by trial and error. If it’s the perfect shape then half my job is done. But sometimes I choose wrong and have to paint and paint to make the face fit on the nut and still look good. Also when I have to add things like hair and musical instruments it adds a lot of time. If it’s someone I really like it goes faster.

Steve, what about your raw material? Do you buy it yourself in the market or have any special supplier?

I buy raw peanuts which are sometimes hard to find here. The shells on the roasted ones are more fragile. Out of every 100 peanuts I find about 10 that I can use. The rest I roast in the oven.

What do you do with the nuts that you remove from the shell?

Since they’re raw I usually throw them away. The shells that I use are sealed with archival-quality glue and shellac so the art doesn’t degrade.

Did the peanut art brought you any good professional opportunities?

Yes, although it was never planned or my intention. I’ve had art shows in Singapore, Hong Kong, and here in the USA. I also have so many commissions that I work 18 hrs days just to keep up with them. There’s a big waiting list.

For those who are curious, what is the average cost?

Commissions are around $275 per face. Gallery pieces tend to be more.

Any hot tip for artists who are starting their careers and see you as a reference?

Just be yourself and be as creative (and professional) with your execution as possible. Every day I see something new on the internet that amazes me. Horrifying and hilarious things likes “Celebrities Without Eyebrows.” It’s so simple, yet nobody did it before. As for the “being yourself” part, never make art with an audience in mind besides yourself. I’ve tried 100 contrived things and 100 of them have failed. But everything I’ve done from the heart purely for myself found a bigger audience. People can smell a fake, especially on social media.

Last but no not least, whats your favorite food?

Chicken Cordon Bleu

Confira outras imagens da Peanut Art abaixo:

Star Trek - Peanut Art, de Steve Casino

Star Trek – Peanut Art, de Steve Casino

Salvador Dali - Peanut Art, de Steve Casino

Salvador Dali – Peanut Art, de Steve Casino

Jimmi Hendrix - Peanut Art, de Steve Casino

Jimmi Hendrix – Peanut Art, de Steve Casino

Breaking Bad - Peanut Art, de Steve Casino

Breaking Bad – Peanut Art, de Steve Casino

Bruce Lee - Peanut Art, de Steve Casino

Bruce Lee – Peanut Art, de Steve Casino

Freddie Mercury - Peanut Art, de Steve Casino

Freddie Mercury – Peanut Art, de Steve Casino

Hulk - Peanut Art, de Steve Casino

Hulk – Peanut Art, de Steve Casino

Mostra Peanut Art, em Cingapura

Mostra Peanut Art, em Cingapura

Muito legal né? Se você gostou e quer saber mais, acessa o site do Steve nesse link aqui:

http://stevecasino.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Comments